A Lei Rouanet como apoio à arte e cultura brasileira

O artesanato não é só técnica e material, na sua essência carrega histórias, transmite hábitos e costumes das comunidades e do local onde vivem. O Museu A CASA, através de seus projetos sociais e exposições, tem como função fazer com que essas tradições artesanais sejam registradas e passadas de geração para geração, o que/as quais contribuem para o reconhecimento da identidade de um povo.

Neste sentido, temos como objetivo realizar e intermediar projetos e exposições que produzem objetos cheios de narrativas. Características como a originalidade, criatividade, a manutenção de técnicas ancestrais, o uso de materiais sustentáveis e que valorizam as riquezas materiais e culturais de cada região fazem parte de todos os nossos projetos.

O que estamos fazendo

Conheça um pouco da história da Renata Mellão, fundadora e diretora da Casa, homenageada pela Casa Claudia Design de Interiores:

imagem background

Projetos que contam histórias

Temos dois projetos à procura de um apoiador.

imagem projetos a procura de um apoiador

A Casa Bordada

3 anos, 27 estados brasileiros em tecido, agulha e linha nas mãos de mestres bordadeiros e bordadeiras: assim nasce A Casa Bordada, uma exposição idealizada por Renata Mellão e com curadoria do designer têxtil Renato Imbroisi.

O evento conta com palestras e cursos de bordado, ministrados por representantes das comunidades e associações participantes. A mostra busca apresentar a diversidade de técnicas de bordado espalhadas por todas as regiões do país, além de fomentar o resgate, a preservação e a difusão do bordado como um importante elemento que compõe o patrimônio cultural brasileiro.

Precisamos de apoiadores para fazer com que todas as atividades aconteçam.

O que é a lei Rouanet

Conhecida por Rouanet, a lei de incentivo fiscal tem mais de 20 anos e já impulsionou diversos projetos. Ela estabelece que pessoa jurídica pode doar até 4% de seu imposto de renda para apoiar projetos culturais.

Quem pode apoiar

Pessoas jurídicas públicas da administração indireta (autarquias, fundações culturais etc.) e pessoas jurídicas privadas com ou sem fins lucrativos (empresas, cooperativas, fundações, ONGs, organizações culturais etc).

Como usar a Lei Rouanet

É necessário depositar o valor desejado para o patrocínio na conta bancária do projeto, aberta e supervisionada pelo MinC, até o último dia do ano corrente. A Casa envia ao patrocinador o comprovante para que a renúncia fiscal aconteça quando for verificado o valor.

Ler tudo

O ressarcimento da doação virá no ano seguinte, seja como restituição ou abatimento do valor do imposto de renda a pagar. E a Casa oferece apoio durante todo o processo, acumulando vários projetos usando a Lei Rouanet em sua história.

Por que usar isenção fiscal

Esse valor será recolhido de qualquer forma, é parte do imposto que empresas pagam ao Governo, mas nesse caso você pode escolher destinar uma pequena parte para iniciativas culturais que causam impacto positivo na sociedade e contar com todo o apoio da Casa nesse processo.

Apoie nossos projetos usando a Lei Rouanet

Entre em contato e descubra quais projetos estão disponíveis para patrocínio.